you're reading...
Brasil, Esportes, Mundo, Política

Do comandante a tragédia de Chapecó

Falem bem ou mal, mas não podemos ignorar a figura do comandante Fidel na história recente da humanidade. Com a morte do ditador, passei a observar nas redes sociais, pessoas atacando e defendendo o dirigente cubano. Mas o que levaria a alguém a defender um cidadão que é acusado de crimes, torturas e ordenar fuzilamentos sumários. Fidel nasceu em uma família rica, seu pai era fazendeiro dono de uma próspera plantação de cana de açúcar. Logo o garoto se revoltou com o tratamento dado aos trabalhadores, dispensados pelo pai, e exigiu melhorias nas condições de trabalho. Fez faculdade de direito onde se envolveu em atividades estudantis, ali começou a entender a política. Cuba era dominada pelo ditador Fulgêncio Batista, e o país do Caribe era uma filial dos mafiosos americanos que controlavam os jogos no país. Exilado no México, depois de uma tentativa de derrubar o governo, Fidel juntou-se a Guevara e em nova tentativa conseguiu organizar ataques que derrubaram o ditador bancado pelos americanos. Fidel no poder prometia liberdade, prosperidade e o povo cubano o aclamou. Essa é a figura que, em minha opinião, fica daquelas pessoas que adoram o revolucionário, que libertou o país do julgo escravocrata imperialista para lançar o país a um futuro promissor, mas então…
Fidel já no poder foi à America solicitar apoio, o resultado não poderia ser outro. Foi escorraçado por aqueles que não admitiam que um barbudo de esquerda ditasse as regras de seu próprio país. Naquela época você só tinha duas opções, se um lado o rejeitasse ou você corria para o outro lado ou se virava sozinho. Fidel optou pelo outro lado. O resto é história, Fidel alinhou-se com a linha dura soviética, quase provocou a terceira guerra mundial, consolidou o poder eliminando ou prendendo os opositores e tornou-se uma miniatura de Stalin Caribenho. Esse lado é o do idealista que se transformou em ditador cruel e assassino. Juntem a sua história os mitos, como ter sobrevivido a centenas de tentativas de assassinatos da CIA, coisa que não acredito muito, e a fatos notórios como ter passado pelo bloqueio comercial imposto por seus inimigos durante anos. Não sou a favor de ditadores, mas não podemos negar que Fidel foi uma figura marcante em nosso século.


Muito já se foi falado sobre a tragédia com a Chapecoense. Quero apenas destacar e parabenizar a todo povo colombiano, que nos brindaram com um show de humanidade e humildade. Em um momento tão triste para o esporte as homenagens feitas ao redor de todo planeta foi marcante e nos fez sonhar com o dia que uma simples partida de futebol será apenas um jogo e instrumento de paz e união entre as pessoas. A mais bonita de todas veio justamente dos nossos grandes rivais. Em uma charge publicada pelo diário Ole, da Argentina, via-se os jogadores no céu recebendo medalhas de São Pedro enquanto lia-se a inscrição: “Championcoense”. Gracias hermanos !


Por tudo que foi levantado, divulgado e investigado até o momento, tudo nos leva a crer que a situação financeira da Lamia foi fator determinante para que o “responsável” comandante realizasse a viagem com tanque de combustível no limite. Investigações constam que não foi a primeira vez que o cidadão havia realizado essa prática. Em outras viagens isso já teria ocorrido. Imaginem se o acidente tivesse envolvido nomes como Aguero, Di Maria, Higuain e Messi. Os argentinos fizeram a mesma viagem, quando enfrentaram o Brasil em Belo Horizonte pouco mais de um mês antes do fatídico acidente. Para finalizar com chave de ouro uma enxurrada de protestos nas redes sociais devido a uma repórter de uma grande emissora ter entrado no ônibus que levava os parentes das vítimas do acidente, de Chapecó até o aeroporto. A moça não pode levar filmadora mas estava lá com celular entrevistando pessoas com a alma estraçalhadas pela perda de seus entes queridos. Não entendi o porque de tanto estardalhaço, a globo estava sendo apenas a globo !


O Senado passou por cima, literalmente, do ministro Marco Aurélio Mello. Em uma liminar divulgada, o ministro do STF concedeu o pedido de afastamento do presidente do senado. Calheiros virou réu, por crime de peculato, no supremo e não poderia seguir na linha de sucessão do presidente Temer. O oficial de justiça que foi entregar a notificação ao político não foi recebido, sob a alegação de que o réu não estaria em casa no momento. Para completar o circo, na última terça-feira, dia 6, a mesa do Senado decidiu manter o político na presidência e divulgou uma nota que aguardará a deliberação do STF para cumprir a decisão do ministro Marco Aurélio. Em entrevista, após os acontecimentos, Calheiros ainda debocha do povo brasileiro ao afirmar que “Decisão do STF é para cumprir”, um dia depois de desafiar a ordem do ministro.
Após esse vexame e grande insatisfação do povo brasileiro, eis que na mesma semana surge uma nova denúncia de um um ex-executivo malacabado da Odebrecht, declarou a Polícia Federal que mais de 20 políticos, receberam verbas da empresa não contabilizados para campanhas. Nomes como o de Temer, Calheiros, Rodrigo Maia, Moreira Franco, Romero Jucá entre outros aparecem na lista de previlegiados pela empresa. Quanto mais se varre o país, mais sujeira aparece.


O brasileirão chegou ao fim com uma rodada marcada muito mais pelas homenagens à Chapecoense. Neste último fim de semana, o futebol parece ter ficado em segundo plano. No final das contas as novidades foram o Corinthians que perdeu para o Cruzeiro e ficou fora da libertadores e o glorioso Internacional que confirmou o inédito rebaixamento para a série B. A torcida tupiniquim, agora, se unirá para torcer para o Atlético Nacional de Medellin, nas semifinais do campeonato mundial realizado no Japão. A equipe colombiana enfrenta os japoneses do Kashima Antlers e o vencedor fará a final com o ganhador de Real Madrid e América do México.


Na bota a Juve, mesmo jogando mal no clássico contra o Torino, manteve a ponta da tabela ao vencer o derby della mole. O grande nome do jogo foi Higuain, que desempatou o jogo quando justamente o Torino sobrava em campo. Na segunda-feira, outros dois jogos, entre eles o clássico entre Roma e Milan fecham a rodada. A Juve mantem sete pontos de vantagem sobre as duas equipes que se enfrentarão na capital italiana e na próxima rodada recebe a Roma em seus domínios. Pela champions a equipe italiana garantiu-se na primeira posição do grupo, fato que em outras épocas poderia ser considerada uma vantagem. Mas neste ano algumas das equipes que classificaram-se em segundo e que poderão ser adversárias da Vecchia Signora são: PSG, Benfica, City, Bayern de Munique, Real Madrid e Porto.


TROFÉU VAI TOMAR UM UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
Para o dirigente colorado “Derroto Pífio” que antes mesmo de confirmado o rebaixamento do clube, já ameaçava ir ao STJD para virar a mesa. Flusão fazendo escola.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Idiomas

Últimos Artigos

%d blogueiros gostam disto: