you're reading...
Brasil, Esportes, Política

Sobre política e ódio

O que me preocupa na atual e grave situação política do Brasil, não é quem irá preso ou se ocorrerá impeachment ou ainda quem assumirá o cargo da presidência, caso a atual chefe da nação seja cassada. O que me assusta é o aumento substancial nos níveis de ódio que as pessoas tem disseminado nas ruas em todo país. Eu realmente nunca esperaria que um dia esse tipo de guerra atingisse terras tupiniquins. Sempre imaginei que os grandes representantes desta prática ficavam no continente europeu. Basta entrarmos em redes sociais para acharmos facilmente uma grande quantidade de material, principalmente em vídeo, na qual pessoas aparecem se agredindo mutuamente. Durante o processo na qual a polícia federal conduziu o ex-presidente Lula para depoimento, é possível vermos em um desses vídeos grupos anti e a favor do PT batendo boca nas ruas. Uma delas chamou-me atenção: Uma mulher coloca o dedo na cara de algumas pessoas os acusando de ladrões, por apoiar o partido vermelho. Não existe um mínimo respeito na cena e a moça em questão parece não se preocupar em atacar os partidários de Lula. Eis que então surge um homem, visivelmente apoiador do PT, que fica cercando algumas pessoas até desferir um soco na cara de um outro ser humano. Em outro episódio um casal tenta ir para casa, na avenida Paulista, após um dia de trabalho. Eles terão que passar por dentro de uma passeata anti-PT, para não tonar seu caminho bem maior. Um imbecil qualquer chega no ouvido da moça e grita FORA LULA. A garota, segundo seu depoimento, reage apenas com um: Não, de quem não concorda. É o suficiente para ser agredida com palavrões (Puta, vadia comunista entre outros) e o seu namorado agredido apenas por que tem cara de petista e sua bicicleta é, pasmem, vermelha. Outro rapaz conta que estava parado dentro do seu carro a um sinal fechado, quando um grupo se aproximou e um sujeito exaltado gritou: Porque não vem pra rua? O motorista respondeu alguma coisa e levou um soco na cara. Essas atitudes fazem com que a rivalidade descambe para o ódio e a violência desenfreada. Eu pensava que os brasileiros eram um povo pacífico e que resolvíamos tudo na base do dialogo e do bom e velho debate, parece que cometi um engano.


Não entendo a revolta seletiva que toma conta do país. Não votei em Dilma nas últimas eleições e nem em qualquer candidato do PT. As pessoas culpam o partido, como se o mesmo fosse o principal beneficiado nos esquemas de corrupção. Eu particularmente não concordo com esse tipo de atitude. A corrupção é endêmica e já vem de governos anteriores ao PT. Dizem que já estava aqui quando Cabral e sua esquadra desembarcaram. Talvez o partido que comanda a nação esteja mais em evidência pois hoje em dia as investigações são realizadas com maior liberdade, e isso quem não concordar estará negando a história. Há também um certo exagero nas acusações que inundam as redes sociais. De vez em quando aparece que o ex-presidente Lula teria roubado uma obra de arte sacra do poeta Aleijadinho, localizado em um depósito com vários objetos. É um desafio a minha inteligência, achar que um presidente ladrão que rouba artes sacras guardaria tal objeto em um local fácil de ser localizado, isso sem falar que seria impossível tal objeto desaparecer e nenhum veículo de comunicação divulgar tal fato. Lá vem a seletividade novamente, ou será que as pessoas são tão desinformadas que esquecem de chefes de estado costumam a ganhar muitos presentes durante seus mandatos? Você vai me dizer que FHC ou Collor não ganharam ? Ora pense um pouco.


Não estou defendendo Lula e a nenhum político, o que prezo é o direito à defesa. Se ficar provado que Lula, ou FHC ou qualquer outro político tenha roubado, então que seja condenado e vá para cadeia. Agora julgar com bases em argumentos e suposições é descabível e irresponsável. Lembro-me de um caso de uma escola infantil em São Paulo, quando uma mãe acusou os diretores de pedofilia. O caso virou notícia nacional, os diretores foram execrados da sociedade, enfrentaram um longo e humilhante processo. Ao final ficou comprovado que a tal mão fez a acusação por vingança e confessou a façanha. Porém muito tarde para que os diretores que já estava falidos, humilhados e em desgraça perante a sociedade. Eu desejo que qualquer corrupto, se provado o roubo, vá para a cadeia, independente de partidos. Eu também era contra o impeachment da presidente Dilma. Volto a dizer que não votei nela mas respeito os que votaram, isso se chama democracia. Caso fique provado que a líder da nação esta envolvida em armações, neste caso eu seria a favor. Embora sua situação tenha se complicado bastante com o grampo da PF na qual ela empossa Lula como ministro. Não entendo de leis, mas parece-me um caso típico de beneficiar o acusado e querer obstruir a justiça.


Mais exemplos de seletivismo: Vejo nas redes sócias as pessoas criticando Lula e alguns familiares por palavrões desferidos em telefonemas grampeados ou em vídeos. Evidente que não pega bem para uma autoridade falar alguma coisa deste tipo, imaginem o papa Francisco falando um “que merda”, referenciado a uma derrota do seu time o San Lorenzo, e sendo captado por jornalistas? Em contrapartida xingar quem não apoia o processo de impeachment seria aceitável, não é? Como a garota da bicicleta agredida a quem chamaram de “comunista vadia”, “puta” entre outras pérolas. Há não esquecendo da educação dos brasileiros em xingar a presidente da nação na frente das câmaras de tv’s em imagens para todo o mundo. Sem falar nos pernambucanos que postaram uma faixa no último protesto do dia 13 chamando a chefe da nação de “quenga”. Eu realmente gostaria de entender as diferenças.


Com esse climão todo, Adolf Hitler deve estar se remexendo no inferno perguntando-se porque não traçou uma estratégia diferente na segunda guerra e veio para o Brasil. Aqui ele acharia terreno fértil para disseminar suas ideias separatistas e racistas com a maior facilidade. Aliás parece que o ex-ditador alemão deixou um discípulo por aqui. O mesmo que prega xenofobia, ódio, racismo e dissemina homofobia. A propósito, tenho recebido algumas provocações de pessoas das quais não esperava nas redes sociais. Não os respondo pois acho uma perda de tempo e considero baixaria política esse tipo de atitude. Opiniões devem ser respeitadas e debatidas. Eu não tenho nenhum problema e sentar-me a uma mesa e escutar os argumentos de outras pessoas. Eu até poderia enxergar as coisas de maneira diferente e até mesmo rever alguns conceitos.


Falando um pouco do bom e velho futebol. Na Itália a disputa acirrada entre Juventus e Napoli parece não ter fim. No último final de semana a vecchia signora derrotou o Torino, no “derby della Mole” por 4 a 1, enquanto o Napoli bateu o Gênova por 3 a 1. O destaque da partida ficou para o recorde de Gigi Buffon, que permaneceu 974 minutos sem levar um gol no calcio. O recorde anterior pertencia ao Milanista Sebastiano Rossi, que em 1993 ficou 929 minutos sem ser vazado. Faltando oito rodadas para o fim do campeonato, a Juve mantém três pontos de vantagem sobre o Napoli. Na modesta opinião deste blogueiro, as partidas decisivas ocorrerão entre as 32ª e a 35ª rodadas. A líder terá os seguintes confrontos: Milan (F), Palermo (C), Lazio (C) e Fiorentina (F). Já a equipe do sul da bota enfrentará: Verona (C), Internazionale (F) , Bolonha ( C) e Roma (F). Acredito que esses jogos poderão definir o título desta temporada. Já na Inglaterra o modesto e surpreendente Leicester City segue firme na ponta e perseguido pelo Totteham. Faltando sete rodadas para o fim do campeonato, o líder mantem a vantagem de 5 pontos sobre o segundo colocado, sendo que as duas próximas rodadas são bem favoráveis ao primeiro colocado. O City enfrenta o Southamptom e o Sunderland enquanto os Spurs fazem dois clássicos bem complicados: Liverpool e United.
Enquanto isso aqui na libertadores as situações de São Paulo e Palmeiras estão bem complicadas, embora o caso mais grave seja do time alviverde. Na próxima rodada a equipe do técnico Cuca irá enfrentar o San Lorenzo em território portenho. Caso perca estará fora e caso empate também poderá ficar fora dependendo do resultado da outra partida do grupo. Quanto aos estaduais ? Continuam chatos e sem público.


TROFÉU VAI TOMAR UM UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
FlaxFlu no Pacaembu. A Rio merece a FERJ.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Idiomas

Últimos Artigos

%d blogueiros gostam disto: