you're reading...
Brasil, Esportes, Política

Não sou mais seu ‘abigo’


As vezes a preguiça me impede de escrever, mas aqui estou de volta. O brasileirão acabou mas o principal foco foi a zona do rebaixamento. Um certo ex-deputado prometia se mudar para a longínqua e gélida Sibéria se o Vasco caísse. A equipe da colina ainda esboçou uma fraca reação no segundo turno do campeonato, depois de uma campanha desastrosa na primeira fase. Mas não foi o suficiente para que o clube carioca escapasse da degola. O cenário para 2016 é o pior possível para a torcida cruzmaltina. Vale lembrar que o time levou uma sonora goleada de 5 a 0 frente ao Avaí, em São Januário, durante a campanha da segunda divisão de 2014 e classificou-se de volta a série A de maneira esquisita. O elenco carioca seria o quarto colocado se o América Mineiro não tivesse sido punido com perda de pontos. Assim o Vasco assumiu a terceira colocação, seguido do Avaí (diferença de um ponto) e do próprio América que terminou a dois do gigante. Desde a criação dos pontos corridos, todos os grandes times que caíram para a segunda divisão do brasileirão, foram campeões ou vice, e até mesmo o Vasco em 2009 quando terminou na primeira colocação com dez pontos a frente do segundo colocado. Já eram indícios de que algo não andava bem na colina. Vieram as eleições, os fantasmas voltaram e o clube levantou o campeonato carioca. Foi a deixa para certa figura afirmar que o respeito havia voltado e com certeza o mesmo cidadão deve ter tido a certeza que o Vasco estava no caminho certo para o brasileirão. Em entrevista coletiva no dia seguinte a tragédia vascaína, o dirigente fez o que sempre soube fazer: assumiu a culpa no início da ladainha mas depois jogou a responsabilidade em seu antecessor, demitiu meio mundo de gente, manteve seus filhos em importantes cargos (o Vasco está virando um feudo) e é claro não pretende morar na Sibéria, afinal quem já viu ex-político cumprir promessas? Enquanto isso a nau luso-brasileira naufraga em águas profundas e repito o que já disse: só não virou (e nem vai virar) uma Portuguesa porque tem uma torcida grandiosa. Parabéns aos puxa-sacos que votaram e elegeram este senhor para o trono de rei de São Januário. Acabar com o Vasco é pouco, vocês querem mesmo é acabar com o futebol do Rio.


Enquanto isso na velha bota o campeonato fica emocionante. A atual tetracampeã, Juventus, que amargava as décimas poucas colocações nas primeiras rodadas e já era considerada fora do páreo para brigar pelo penta, começou a engatar a quinta marcha e termina o ano na quarta colocação, apenas três pontos separando-a da líder, a Internazionale. Allegri parece estar achando a fórmula para acertar a equipe que perdeu a alma, o cérebro e o coração da equipe (Tevez, Pirlo e Vidal) desde a temporada passada. A equipe começou a ganhar corpo e uma nova identidade e chega ao fim do ano com 7 vitórias consecutivas. Poderia até ter acabado na segunda colocação, se Napoli e Fiorentina não tivessem vencido seus compromissos. A diferença para a líder poderia estar na casa dos seis pontos se não fosse por um brasileiro muito conhecido por aqui. O desequilibrado Felipe Melo, atuando pela Inter, cometeu um pênalti bem ao seu estilo em um atacante da Lazio, o que possibilitou a vitória da equipe de Roma em pleno San Ciro. O brasileiro foi disputar a bola na área e subiu com o joelho nas costas do adversário, isso aos 40 minutos do segundo tempo quando o empate já era um mau negócio para a Inter. Não satisfeito, nos acréscimos o rapaz deu um golpe de kung fu no argentino Biglia. O cartão vermelho ficou barato, esse rapaz deveria ser banido do esporte. Melhor para a Vecchia Signora que fecha o ano a apenas três pontos da líder. O campeonato recomeça no dia 6 de janeiro ainda restando duas rodadas para o fim da primeira fase. A essa altura os adversários devem entrar em campo com o psicológico em frangalhos. Olham pelo retrovisor e veem um caminhão, que levantou os 4 últimos títulos, desgovernado atropelando todo mundo. A velha frase vem a tona: “Tem que respeitar”.


A gente percebe que a situação em Brasília não é nada boa quando vemos a comissão de ética se esbofeteando.


Não sei em outras cidades, mas aqui onde resido não percebo a empolgação das pessoas pela chegada do natal, como em anos anteriores. Poucas janelas iluminadas com os tradicionais pisca-piscas e o comércio me parecendo mais vazio. Bom, tem gente que fala que está tudo bem e que não existe crise, vamos acreditar então não é?


Que linda a carta de Temer para a presidente Dilma. Me fez recordar meus tempos de menino, quando não eramos convidados para festinhas de aniversário e ficávamos de mal: “hummmm não sou mais seu amigo”


Quero desejar um bom natal a todos, com muita saúde, paz e alegrias. E que 2016 tenhamos a esperança de que algo melhore em nosso país, embora as previsões não sejam nada otimistas.


TROFÉU VAI TOMAR UM UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
Final de ano não vou entregar este troféu para ninguém né?? Vai que não me convidam para a ceia !

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Idiomas

Últimos Artigos

%d blogueiros gostam disto: