you're reading...
Esportes

Semi finais a vista



O jogo entre alemães e franceses não foi tão emocionante como este blogueiro esperava. Um gol de cabeça, originado de uma falta, aos doze minutos decidiu o clássico europeu. Ambas as equipes visivelmente prejudicadas com o calor carioca fizeram um jogo morno no primeiro tempo e um pouco mais movimentado na segunda etapa, principalmente pelo lado francês que buscava o gol de empate. Os destaques ficaram do lado germânico. O goleiro Neuer e o zagueiro Hummels jogaram muito. O numero um da Alemanha é tranquilo e faz difíceis defesas sem precisar ser espalhafatoso. O autor do gol ainda se atirou em uma bola, no segundo tempo já no fim do jogo, chutada por Benzema que provavelmente acertaria a metra de Neuer. Os germânicos mais uma vez chegam as semifinais e em minha opinião é favoritíssima para chegar a final.


O Brasil continuou a apresentar alguns erros contra a Colômbia, embora o futebol tenha melhorado muito em relação as partidas anteriores. Embora tenha jogado bem, em minha opinião ainda é muito pouco para que a seleção pense em conquista de hexa. Algo primordial foi a mesma falha cometida contra os chilenos. Nos primeiros 30 minutos a seleção poderia ter matado o jogo fazendo ao menos três gols, porém erros nas finalizações, algumas grosseiras, possibilitaram que o placar terminasse em um magro um a zero na primeira etapa. Na segunda etapa os colombianos voltaram melhor e quando pressionavam o Brasil veio a falta que originou o segundo gol. A partir dai uma nova falha. O técnico demorou em mexer na equipe que assistia os colombianos virem com tudo para cima. O lance do gol colombiano originou-se de uma nova falha, assim como havia acontecido no gol chileno, da zaga brasileira quando Maicon perde uma bola ainda no campo de defesa. Com um gol de diferença no placar eis que nosso comandante resolve alterar o time. Em primeiro retira do campo Hulk, que poderia ser o cara que seguraria a bola na frente, deixando em campo o nulo Fred. Ao perder Neymar o Brasil ficou sem ninguém no ataque que segurasse a bola.


O técnico Felipão está lembrando o mesmo comandante que afundou o time do Palmeiras na segunda divisão do brasileirão. Tem escalado mal e não tem sido feliz nas suas substituições. O lateral Daniel Alves anda com a bola muito baixa, mas o gaúcho mantém o rapaz em sua posição mesmo com uma boa opção, Maicon, no banco. No jogo contra o Chile, Scolari trocou Fred que estava jogando muito pouco e colocou Jô que conseguiu ser pior do que o titular. Aliás com a substituição cheguei a pensar que as bolas seriam mais alçadas na área para o grandalhão atacante do Atlético Mineiro em um confronto direto com a baixa zaga chilena, ledo engano. Isso não foi falado? Não foram ensaiadas jogadas com bolas na área adversária, nitidamente muito inferior em estatura se comparada ao nosso time? O meio do campo brasileiro, um problema grande desde o primeiro jogo, continuou nulo sem ninguém para fazer a bola chegar a Neymar ou a Fred.


A Holanda sofreu para derrotar a Costa Rica nos pênaltis. A equipe laranja tecnicamente superior ao adversário conseguiu perder gols incríveis e ainda mandou três bolas na trave adversária. Para quem esperava uma vitória fácil dos europeus viu o melhor ataque da copa parar na melhor defesa. Após cento e vinte minutos sem tirar o zero do placar as duas seleções foram para a cruel disputa de pênaltis. Para a surpresa de muitos, o técnico Van Gal utilizou-se de uma prática nada comum. O comandante holandês substituiu o arqueiro titular pelo terceiro goleiro do time. E não é que o gigante Krul defendeu duas cobranças e levou os holandeses a mais uma semifinal de copa do mundo.


Na outra partida os argentinos voltaram a apresentar um futebol além do esperado, mas suficiente para derrotar os belgas. No segundo dia das quartas de final outro grande prejuízo para os amantes do bom futebol. O atacante argentino Di Maria sentiu uma contusão e corre risco de forcar de fora do resto do torneio.


A Alemanha é favorita contra o Brasil. A equipe de Lowe possui mais experiência do que os brasileiros que ainda jogaram sobre o impacto da perda de Neymar para o resto da copa. O que pode pesar a favor dos brasileiros é o fato dos alemães quase nunca jogarem bem quando ficam de frente com a amarelinha. No outro confronto dois craques medirão forças cada um atuando por sua equipe. O holandês Robben e o argentino Messi tem levado seus países a vitórias, sendo decisivos nas partidas. Qualquer prognóstico para esse jogo será um tiro no escuro, embora considere que a Holanda leve uma pequena vantagem.


O defensor colombiano tem sido alvo de ataques, xingamentos e todo o tipo de reclamações em todas as redes sociais. Engraçado como um computador pode transformar pessoas em seres humanos valentes que consideram a rede como território livre e intocável. Por detrás de uma máquina é muito fácil xingar as pessoas. Mas o que mais me questiono nesse triste acontecimento é: porque os que atacam não fazem o mesmo contra Sarney, Calheiros, Mallufs e a quadrilha do PT ?


TROFÉU VAI TOMAR UM UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU
Para o juiz espanhol de Brasil e Colômbia que nem um simples cartão amarelo aplicou na agressão sofrida por Neymar.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Idiomas

Últimos Artigos

%d blogueiros gostam disto: