you're reading...
Brasil, Esportes, Música, Mundo

60 anos da conquista do Everest



A decisão da copa dos campeões foi bem melhor do que a do último ano. Coincidências a parte, em 2012 um clube inglês ganhou a taça em território alemão, desta vez um clube alemão chegou ao triunfo em solo inglês. Outro detalhe interessante, em 2012 o Bayern era o campeão até os minutos finais quando o atacante do Chelsea, Drogba, empatou nos minutos finais do tempo normal. Desta vez o clube conquistou o título nos minutos finais. O que me chamou, mais a atenção durante a partida, foram as excelentes atuações de ambos os goleiros. Se não fosse o titular da seleção alemã, o Dortmund poderia ter saído do primeiro tempo com no mínimo uns 3 a 0 de vantagem. Após uma verdadeira blitz a meta do Bayern, o time de Munique reagiu e foi a vez do goleiro do Borussia aparecer, com pelo menos três grandes defesas, isso tudo apenas no primeiro tempo. O que eu realmente não entendi, foi a atitude da equipe derrotada na segunda etapa. O Borussia, contrariando a etapa inicial, deixava um grande buraco entre o meio campo e sua defesa, sendo apanhada diversas vezes em contra ataques pela equipe vermelha. O Bayern só não definiu a parada, devido a incompetência do holandês, com pinta de craque, Robben. Talvez o leitor não concorde com o adjetivo da qual descrevo o titular da seleção holandesa e eu farei questão de expor o meu ponto de vista.


A principal jogada do holandês já é manjada. Ninguém discute a sua velocidade, então Robben põe a bola na frente, quase sempre ganha na corrida do seu marcador, pelo lado direito do gramado, e ao chegar próximo à área adversária ele corta para dentro e enche o pé. Muito pouco para aqueles que falam que o jogador é craque, no máximo um bom atacante. Outras questões que me fazem a não gostar do rapaz. Em finais ele costuma a sumir e se acovardar. Foi assim na final da copa do mundo da África, contra a Espanha, foi assim no ano passado na mesma final da UEFA. Robben jogou pouco, perdeu um pênalti (que poderia ter dado o título ao clube alemão) e ficou com medo de cobrar na decisão por tiros livres diretos. Na partida de domingo, o atacante perdeu gols inacreditáveis, daqueles que não se pode perder em uma final. Mas o futebol as vezes costuma a sorrir para atletas como o holandês. Caso Robben não tivesse chutado de maneira equivocada a bola aos 43 minutos do segundo tempo, (sim, ele errou o chute) e perdesse mais um gol, a partida iria para a prorrogação. Em caso de vitória do Dortmund, alguém teria dúvidas da gama de críticas que o holandês teria que encarar? Mas o rapaz deu sorte a bola acabou no fundo das redes e o gênio é o herói do título.


A novela Neymar finalmente acabou. O rapaz fechou com o Barcelona, que mesmo pagando menos do que o rival Real Madrid, ganhou a batalha, devendo se apresentar no início de junho ao clube catalão. Qualquer profissional, com um mínimo de inteligência (coisa difícil entre jogadores) iria sem dúvida optar pelo clube grená. Jogar ao lado de Lionel Messi, não tem preço, fora Iniesta , Pedro, Xavi, Vila e companhia. Assistindo televisão na noite de domingo, em algum canal um espanhol entrevistado deu uma ótima explicação para a diferença entre as duas equipes: O Barça se preocupa com futebol e o Real com marketing.


O rock perdeu um dos maiores ícones da sua história. O fundador da banda The Doors, Ray Manzarek, faleceu na última semana em um hospital na Alemanha. O tecladista tinha 74 anos e lutava contra um câncer. Descendente de poloneses, Ray freqüentava a mesma universidade que Jim Morrison estudava, a UCLA, quando os dois se conheceram ocasionalmente na praia de Venice, na Califórnia. Jim, que compunha músicas, cantou algumas de suas composições para Ray e os frutos daquele encontro seria uma das maiores bandas do cenário do rock mundial.


A verdadeira temporada de futebol começou no Brasil. Depois da embromação dos falidos campeonatos estaduais, o torneio mais importante do país teve início no último fim de semana. Como sempre as equipes que disputam a libertadores escalaram equipes reservas em seus primeiros jogos. Nas duas primeiras rodadas nenhuma surpresa e algumas constatações. Na parte de baixo da tabela, Portuguesa e Bahia vão lutar para não caírem. A equipe da boa terra vem despencando ladeira abaixo e a situação na fazendinha é de revolta. Depois de perder de 7 a primeira partida da final do baiano, para o rival Vitória, vários torcedores descontentes realizam um abaixo assinado para afastar o atual presidente do clube. A Lusa consegue sobreviver sabe-se lá de que maneira. Na parte de cima o Galo, o Timão e o Inter devem ser os principais candidatos ao título de 2013, isso é claro se não ocorrerem os tradicionais desmanches no meio do campeonato, quando a janela européia se abre para a compra de jogadores. No Rio o Mengo e o Vaso devem ficar alertas. Não acredito que os dois possam estar entre os quatro últimos da tabela, apesar de possuírem um elenco bem limitado, porém toda a atenção é bem vinda. O Mengo estreou até jogando bem contra o Peixe em Brasília, mas ao fazer uma analise mais fria do jogo percebi que Neymar já estava com a cabeça bem longe da capital federal. O rubro negro abusou de perder gols e poderia ter saído com uma vitória. Preferi então deixar meu parecer para o jogo seguinte e não deu outra. O time perdido em campo foi facilmente superado pela Macaca e até Renato Abreu perdeu um pênalti. No clube da colina a situação foi semelhante. O time enfrentou a candidatíssima ao rebaixamento, Portuguesa no Rio, e conseguiu seu gol da vitória graças a uma falha bisonha do goleiro da equipe da Lusa. Na rodada seguinte o Vasco levou 5 do São Paulo, que convenhamos não é lá esse time todo. O Galo encara as primeiras partidas com um time misto, afinal a prioridade é a libertadores. A partir de agora sofrimento para alguns e emoção para outros até o início de dezembro quando conheceremos o novo campeão do torneio de futebol mais equilibrado do mundo.


Porque o brasileiro tem mania de culpar os outros pelos seus fracassos? Nas entrevistas após a eliminação do Flu na libertadores, o técnico Abel deu uma entrevista patética afirmando que o Oliumpia só deu um chute ao gol tricolor no segundo tempo e que os gandulas sumiram com as bolas do Defensores Del Chaco. Outros jogadores do Flu reclamaram da catimba dos paraguaios durante o jogo. Talvez o que ninguém tenha dito, ou talvez esquecido de falar, é que o clube brasileiro não teve competência para fazer um único gol na primeira partida, disputada no Rio e também não teve a mesma competência para fazer um gol em Assunção, visto que o único gol do clube carioca foi um presente do zagueiro do Olímpia. O time do Olímpia é muito ruim e Abel não conseguiu superar o fraquíssimo time paraguaio. Na primeira partida, em São Januário, desisti de assistir o jogo quando em dois ataques pela direita, um atleta do Olímpia foi cruzar a bola e mandou ambas as vezes pela linha de fundo, antes da bola chegar ao gol tricolor. No segundo jogo, não sei se foi o mesmo atleta, a cena se repetiu. O clube quase não chutou à gol, conseguiu balanças as redes através de duas bolas paradas e Abel vem a público falar que o resultado foi injusto?


Há 60 anos, em 29 de maio de 1953, o neozelandês Sir Edmund Hilary e o nepalês Tenzing Norgay conquistavam pela primeira vez o cume da montanha mais alta do globo terrestre. A data foi lembrada nesta semana e para comemorar o feito, o russo Valery Rozov saltou de base jump de uma altura de 7220 metros, no maior salto já realizado no mundo. Rozov tem 48 anos e passou os dois últimos anos se preparando para tal feito. Existe um mistério que ainda hoje, acerca a conquista do Everest. No dia 8 de junho de 1924, os alpinistas George Malory e Andrew Irvine foram vistos pela última vez cerca de 800 metros do cume. Um dos companheiros da expedição, Noel Odell afirmou tê-los vistos em uma rota principal para o topo e progredindo fortemente rumo ao topo. Depois disto a dupla britânica desapareceu e nunca ao certo se soube se ambos conseguiram atingir o cume ou pareceram antes do sucesso. O corpo de Mallory só foi localizado em 1999 a 8000 metros de altura, porém sua máquina não foi localizada assim como também o corpo de seu companheiro Irvine. As fotos da câmera poderiam possibilitar alguma prova do sucesso da dupla antes de morrerem. Um detalhe que chamou à atenção na época da expedição, pela busca dos corpos dos alpinistas desaparecidos, foi o fato de que a filha de Mallory sempre afirmará que seu pai carregará uma foto de sua mãe para deixá-la no topo. A tal foto não foi achado nos restos mortais de Mallory, que se encontrava em excelente estado de conservação, devido a altitude e ao gelo. Outro detalhe é que os óculos de Mallory estavam em seu bolso, indicando assim que ele provavelmente falecerá a noite. No Everest o chamado “ataque final ao cume” é realizado nãos primeiros raios de sol e a descida é no período da tarde. Os óculos em seu bolso seria uma indicação que Mallory já estaria descendo. O mistério permanece inexplicável e provavelmente nunca será desvendado, ficando mais difícil sua solução a cada ano que passa.


TROFÉU VAI TOMAR UM UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

O Engenhão foi interditado, a lona da Fonte Nova caiu e uma juíza suspendeu o amistoso entre Brasil e Inglaterra na reabertura do Maracá, devido ao estádio não oferecer condições de segurança. Tudo isso e nem a copa das confederações começou !

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Idiomas

Últimos Artigos

%d blogueiros gostam disto: