you're reading...
Esportes, Mundo

Euro2012: Um festival de intolerância



A Eurocopa é um sucesso. De covardia, de imbecilidade e de ignorância. Os ataques racistas que todos temiam têm acontecido com frequência. Não tenho acompanhado todos os jogos e parece que a censura impera na competição, poucas notícias circulam na imprensa sobre as imitações de macacos por parte dos torcedores. O atacante Mario Balotelli após marcar um golaço contra a Irlanda passou a falar insultos sendo contido pelos companheiros. O italiano que tem origem africana foi uma das vítimas preferidas de ofensas pela educadíssima torcida croata. Outro que também passou maus momentos, no jogo contra a rússia, foi o lateral tcheco Selassie. A boa notícia é que as três principais seleções que tem o racismo enraizado em suas culturas ficaram de fora das fases seguintes, assim menos idiotas passarão a frequentar os estádios. Seria um excelente desfecho para esse torneio se Balotelli, Walcott, Selassie ou qualquer outro jogador de origem africana levantassem o troféu de campeão frente aos débeis mentais que povoam o velho continente.


O que mais me revolta é a imparcialidade com que a FIFA e a UEFA tratam destes casos. As entidades ameaçam, aplicam uma multa e está tudo bem. Eu defendo penas mais pesadas para seleções como a croácia, rússia e a ucrânia (com letras minúsculas mesmo). Que tal banimento de competições internacionais, além da desclassificação automática da euro, por um período superior a quatro anos? E os clubes também seriam banidos das principais competições do continente, disputando apenas os campeonatos de seus países. Mas considero também culpados os jogadores que são alvos destes atos. Não existe diferença entre jogadores de futebol no mundo todo, a grande maioria é de origem pobre e com pouca instrução, é claro existem as regras. Da infância complicada estes atletas se preocupam com seus bolsos e contas bancárias, mesmo que sejam chamados de macacos ou adjetivos pejorativos. Se esses rapazes se unissem e abandonassem os campos europeus, algo grande teria que ser feito. Jogadores como Drogba, Balotelli e até os de origem sul americana (vide Roberto Carlos e a banana) poderiam muito bem ganhar dinheiro em outros países emergentes no futebol. A China, o mundo árabe e até mesmo os Estados Unidos. O futebol inglês, da qual não existem cercas ou grades separando os torcedores do campo, aprendeu desta maneira. Depois da tragédia na final da copa dos campeões entre Juventus e Liverpool, os clubes da terra da rainha ficaram banidos por um bom tempo de torneios internacionais.


Joel diz que o time esta no caminho certo. Mas que será mesmo que o Natalino está enxergando as coisas com seus olhos enxutos? O time levou um calor do Coritiba no Engenhão além de amargar três empates antes do jogo contra o time paranaense. Só conseguiu a vitória frente ao Santos depois de sofrer durante todo o jogo. Só conseguiu bater a equipe reserva da Vila faltando três minutos devido a um pênalti duvidoso. Esses resultados seriam considerados normais se não fosse pelo fato do clube ter ficado “de férias” mais de um mês, apenas se preparando para o brasileiro. Não há um esquema definido no time, Joel quando precisa fazer substituições o realiza de maneira atrapalhada e incompreensível e pra completar a tragédia, a torcida tem que aturar Wellinton na zaga. O mengo é um trem desgovernado e sem freios.


Eu ainda não entendo porque os mocinhos da América do Norte não tomaram uma providência na matança generalizada na Síria. Esses americanos tão generosos e protetores dos fracos e oprimidos assistem na primeira fila do cinema o assassinato em massa de opositores do governo do todo poderoso do sistema sírio. Será que não há interesse do governo de Obama em tentar ajudar a colocar a ordem na casa?


Falando agora de futebol, e não de baixarias, na Euro 2012. É impressionante como a laranja mecânica desaprendeu a jogar futebol. O ‘craque’ Robben simplesmente sumiu nos jogos e a sua única jogada já esta manjada pelos adversários. A equipe que era considerada uma das favoritas ao título dançou na primeira fase. A Espanha não apresentou um futebol digno de uma campeã, chegou a sofrer para ganhas da croácia e teve alguma dificuldade com a Azurra. Os alemães mostraram um futebol mais competitivo e chegam a segunda fase enfrentando o fantasma grego. Aliás, para o bem do bom futebol, que os germânicos atropelem o esquema de jogo covarde e feio dos gregos. Os Tchecos que chegaram sem muita credibilidade conseguiram passar para a segunda fase, onde enfrentarão os portugueses, vão precisar mostrar mais futebol do que o exibido na primeira fase. O meia Jracek é bom de bola, apesar de parecer mais um rockeiro, e têm demostrado intimidade com a bola. A França é sempre uma incógnita, possui bons jogadores como Ribery e Benzema, mas as vezes parece aquele velho time das copas do mundo sem o craque Zidane. A sorte dos franceses foi o bom jogo que fizeram frente aos ucranianos. Os “bleus” vão pegar os atuais campeões na próxima fase da competição. E para finalizar a Itália, que parece não ter aprendido as lições vergonhosas da eliminação na primeira fase na última copa do mundo. Um técnico pouco conhecido, com pouca bagagem e nenhum jogador diferenciado. Desde Roberto Baggio, a Itália não conta com um jogador decisivo. O meia da Juventus Pirlo, até pode ser considerado diferenciado, mas não é um craque na essência da palavra. Vai ser duro de assistir a retranca Italiana contra o jogo maçante dos ingleses.


É curioso a imprensa achar que o Corinthians é franco favorito para a conquista da vaga na final da libertadores. O time joga sem o principal atacante, já que Emerson cumpre suspensão, o zagueiro Chicão machucou-se no treino desta terça-feira e é dúvida para o jogo. Adicione a tudo isso o peso de nunca ter conquistado o tão almejado título e de quebra enfrenta o Santos de Neymar. Se a equipe da Vila fizer ao menos um gol já desfaz a “grande” vantagem adquirida no primeiro jogo. O Timão pode até passar, mas não será tarefa tão fácil como estão pintando.


Se você é brasileiro não duvide de nada que nosso país é capaz. Fraude em concursos públicos não é nenhuma novidade. Mas em todo o caso sempre que você fizer algum, propague para todas as pessoas que você conhece que a prova foi excelente e que você será chamado.


TROFÉU VAI TOMAR UM UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

Para aqueles que perdem seu tempo estudando para concursos (inclusive este blogueiro). No Brasil estudar não é um bom negócio.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Idiomas

Últimos Artigos

%d blogueiros gostam disto: