you're reading...
Brasil, Esportes, Mundo

O Rio Reage



Os últimos acontecimentos assistidos ao vivo pela mídia na cidade do Rio de Janeiro nos fornecem uma pequena ideia de como são os morros na cidade. Toneladas de drogas e milhares de armamentos de vários calibres foram aprendidos nas operações. As pessoas tem me questionado se dessa vez eu acredito em uma paz duradoura que meu estado de origem tanto necessita. Pela primeira vez alguém teve iniciativa e coragem de tomar alguma ação, ao contrário de outros governantes que ignoravam ou se omitiam. Eu particularmente acredito que pode ser um bom começo para a derrocada do poder paralelo na cidade, mas não creio que apenas essas ações sejam suficientes. É preciso lembrar que existem peixes mais graúdos, em Brasília, esses sim, que deveriam irem em cana e responderem processos. Uma reforma no sistema judiciário é fundamental para tal. A sociedade não pode ficar pagando a conta de elementos perigosos que vão para celas e lá de dentro ainda permanecem dando ordens e comandando suas respectivas quadrilhas. Novos presídios federais devem ser construídos em lugares de difíceis acessos, como na Amazônia. Os mesmos ocupantes devem trabalhar para auto sustento, sejam em hortas ou outros serviços. O contato físico com seus respectivos advogados deveria ser proibido e todas as conversas feitas via interfone deveriam serem gravadas. Caso ficasse comprovado o envolvimento dos advogados, que fossem caçados seus registros junto a OAB e os mesmos fossem passíveis de julgamento e penas pesadas.Equipamentos para barrar sinais de telefones celulares deveriam ser obrigatórios nesses presídios. O governo federal deve investir mais no combate ao tráfico de armas que entra em nossas extensas fronteiras. A adoção da prisão perpétua, já que sou contra a pena de morte, como forma mais radical de punição. Uma melhor remuneração para a polícia e alguns setores de inteligência devem ter importância fundamental no processo de investigações. As invasões à vila Cruzeiro e ao complexo do Alemão representam um duro golpe na bandidagem carioca, mas que fique bem claro que não é o fim. A população desses morros, há anos reféns, colaborou e comemorou a partida dos incômodos vizinhos. Mas o que serão agora dessas pessoas? É um risco que alguns marginais voltem para fazerem justiça a quem apoiou a ação de guerra. Talvez nós cariocas, empolgados e de alma lavada vendo aquele bando de vagabundos correndo através de uma estrada de terra, quando a invasão da vila Cruzeiro, nos esqueçamos é que até onde sabemos as prisões foram poucas e as baixas menores ainda. Sim porque se as pessoas estão falando em guerra então onde estão as baixas? Não vou entrar nos méritos de um fuzilamento em grupo, mas quero lembrar de que a maioria dos que escaparam estão vivos e com certeza furiosos de terem perdido seus negócios e seu “meio de sustento”. As UPPS chegaram para ficar, assim esperamos, e trazer a tão sonhada tranquilidade para a população que vem sofrendo há vários anos com o império paralelo. No entanto eu defendo um conjunto de várias ações coordenadas junto ao governo federal para que o golpe nesses marginais possa ser realmente fatal.


O cinema mundial perdeu esta semana o diretor Mario Monicelli. O Italiano foi o autor de O incrível exército de Brancaleone e Quinteto Irreverente.


A taça praticamente na mão do Fluzão, o tricolor só deixa escapar se der um branco geral contra um dos piores times do campeonato. O técnico Muricy prova que realmente é um dos melhores atualmente.


Com as ações desencadeadas nas favelas do Rio de Janeiro volta a tona uma questão polêmica. A maconha deve ser liberada para consumo próprio ou não?


A briguinha entre os times de São Paulo rende o segundo título consecutivo ao Rio de Janeiro (vejam bem, estou contando que o Flu passa fácil pelo Guarani). Essa mania de entregar jogos para prejudicar os rivais não é novidade nos campeonatos, porém é uma prática que deveria ser combatida. O negócio acaba virando uma bola de neve e o campeonato começa a ficar sem créditos. No ano passado o Timão jogou completamente sem interesse com o Mengo, prejudicando diretamente o Palmeiras e o São Paulo. Não é que esse ano a vingança veio a cavalo? Os jogos do Flu com os dois paulistas foram simplesmente ridículos, claro que não tiram os méritos do tricolor das Laranjeiras.


E não é que o “adevogado” do goleiro Bruno foi afastado do caso.


Um jornal suíço acusou o presidente da CBF Ricardo Teixeira de negócios, digamos, politicamente incorretos. O problema é que o órgão FIFA é intocável. Se algum dia alguém investigar a fundo tudo que se passa na entidade, o futebol acaba.


A turma do Caseta e Planeta anunciaram na semana passada o fim do tradicional programa nas terças-feiras para o ano que vem. Depois de quase vinte anos na grade já era tempo de dar uma parada. O programa já não é o mesmo de antes e anda bastante sem graça.


E não é que o “profexó” conseguiu tirar o Mengo do fundo do poço? Mas não foi graças a ele não. A façanha foi conseguida graças aos concorrentes diretos que deixaram de vencer seus jogos. O que será de nós em 2011?


TROFÉU VAI TOMAR UM UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

Para as torcidas que vão ao estádio torcer contra o seu próprio time com objetivo de prejudicar um rival. Só me lembro de uma vez a torcida do Mengo comemorando um gol do outro time. Foi em um amistoso da volta do Zico, quando o folclórico Jacozinho recebeu um passe de Diego Armando Maradona, entrou livre por detrás da zaga e tocou na saída de Cantarelle. A massa foi ao delírio pedindo a amarelinha nele.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Idiomas

Últimos Artigos

%d blogueiros gostam disto: